“Não deixe o rio morrer!”

Em 2015, Minas Gerais e Bahia iniciaram diálogos para uma ação articulada em defesa do rio pardo. Deste processo, definiu-se a realização de um seminário envolvendo movimentos sociais, organizações locais, representantes do Comitê da Bacia do rio mosquito, principal afluente do Rio Pardo, para análise do contexto e realidade do rio e planejamento de ações conjuntas.

No dia 13 de Maio de 2016, aconteceu na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Rio Pardo de Minas, o segundo seminário de articulação em defesa do rio pardo, intitulado “Não deixe o rio morrer!”.

Objetivo do Seminário
Conhecer e avaliar o contexto ambiental, social, político, econômico e cultural da Bacia do Rio Pardo. Discutindo possibilidades de atuação articulada das comunidades em defesa da revitalização da bacia nos estados de Minas Gerais e Bahia e identificar ações em curso desenvolvidas pelas organizações, principalmente nos afluentes.